sexta-feira, 8 de maio de 2009

O ‘Homem da mala’ vem aí (de novo)

Recebi em meu e-mail matéria da assessoria do Ex-Senador Ney Suassuna, ainda no PMDB, afirmando que o 'trator' foi ali – nos Estados Unidos - e volta já para resolver a sua vida pública aqui na Paraíba. Promete que não demora muito. Daqui a pouco desembarca num jatinho, provavelmente pela madrugada. Já imagino a chegada de Ney. A sua ‘turma’ deve preparar uma carreata ou coisas do tipo, bem ao estilo espetacular deles. Afinal de contas, como foi dito na campanha do ano passado, o “Homem da Mala” merece ser bem tratado.

Pois bem, Ney vem aí. E daí? Alguma coisa a temer? Creio que não. Nada vai mudar. Campina vai continuar sendo Grande e o resultado das eleições mostrou que o eleitor está buscando atingir a maturidade.

Estamos bem distantes do que almejamos, mas o pleito em Campina Grande deixou uma grande lição aos poderosos de plantão. E que recado amigos. Inesquecível.
Diziam que era a campanha milionária do prefeito contra a campanha da pobreza. Imaginem vocês. Do lado de lá: O então Governador Cássio, que empregou mundos e fundos para derrotar o ‘cabeludo’; o presidente da Assembléia Legislativa, que esteve na cidade montando um ‘circo’ para tentar incriminar Veneziano; o presidente da Câmara de Vereadores com toda a estrutura do Legislativo; a CDL com seu presidente Artur ‘Bolinha’ e tantas outras instituições que queriam manter o status quo em detrimento das vontades populares.

Com Veneziano, a mesma obstinação de sempre: mostrar à sociedade atual que é possível administrar com práticas sérias e um modelo administrativo pensando no bem coletivo.

Voltando a discorrer sobre o ‘Homem da Mala’, digo melhor Ney, lembro-me bem do ex-senador, em cima de uma camioneta, percorrendo as ruas de Campina, usando um sistema de som de R$ 100,00, pedindo votos para Rômulo Gouveia. Hilário, para não dizer um atentado à consciência politizada do povo campinense.

Antes que alguém venha a me enviar e-mail's agressivos, gostaria de dizer que admiro o homem de negócios Ney Suassuna, um empreendedor nato, obstinado também, mas não posso deixar de registrar a ‘bola fora’ do ex-senador em tempos pretéritos...

Seria inteligente da parte do ’trator’ repensar seu ‘modus operandi’ de fazer política. Ney não é nenhum neófito na política. Nem nasceu ontem. Bem que poderia continuar emprestando sua habilidade de conseguir verbas em benefício do bem comum e para o desenvolvimento da sua terra natal. Como dizia o autor de A Bagaceira, o grande paraibano de Areia (José Américo de Almeida) na volta ninguém se perde. Mas, no caso de Ney, talvez seja tarde demais para recuperar o tempo perdido.

Que vantagem mesmo?
Na concepção esquisita do companheiro jornalista Marcos Alfredo, assessor do Governador cassado Cássio, a Paraíba levava vantagem naquele contrato milionário que permitia a Paraíba ser divulgada nas corridas de Valdeno Brito. Não teria sido mais vantajoso o Governo do Estado, à época, ter patrocinado o Maior São João do Mundo, nosso maior evento turístico e que teve a negação lamentável do grupo por vários anos?

Genival, Amazan, etc
Interessante teria sido o então Governo Cássio se tivesse patrocinado as idas do cantor Genival Lacerda ao Sudeste Brasileiro, que tem livre trânsito nos programas de TV em nível nacional, ou do poeta-sanfoneiro Amazan, bem recentemente esteve no programa da Xuxa. Esses sim, nos representam muito bem e são bem mais identificados com a nossa gente. Quanto ao Valdeno, duvido que o povão saiba da sua existência... Concordo com o Governador José Maranhão, tinha mesmo que cancelar o contrato com o piloto. Vamos patrocinar a dignidade do povo! Defendam essa bandeira...

O Colecionador de Mentiras
Dizem que o deputado Ludgério (discípulo de João Dantas) vai lançar um livro brevemente. O título é sugestivo – O Colecionador de Mentiras. Tem tudo a ver com as com as que foram inventadas contra o prefeito Veneziano. São tantas que merecem um livro mesmo. Pelo que soube, o trabalho não tem data para lançamento, já que outras mentiras estão sendo elaboradas por sua ‘competente’ assessoria. Os espaços nos jornais e portais cassistas já estão assegurados.

Vamos às mentiras
Disseram que a Prefeitura tinha 700 motos locadas, quando são apenas 21; essa mesma oposição denunciou que a Prefeitura pagou R$ 500 mil pela estruturação da Página de Transparência na Internet, quando não gastou um só centavo, já que foi feita pela equipe de Informática da própria Prefeitura, além de que estaria sendo pago, pasmem, R$ 50 mil mensal pela locação de uma carroça de burro para coleta de lixo na zona rural.

Veneziano lembrou ainda de duas outras denúncias feitas pela oposição: que a Prefeitura pagava R$ 40 mil mensais pala locação de um gerador, quando paga R$ 39 mil ao ano; e que a STTP estaria leiloando um veículo que não era seu, “quando não passava de mais uma mentira patrocinada pela oposição”, destacou o prefeito.

A resposta de Vené
Segundo o prefeito, esse tipo de política denuncista, descabida, irresponsável e leviana só tem feito o Governo crescer ainda mais: “Campina Grande sabe que não uso de expedientes que venham a dilapidar a máquina pública. Diferentemente do grupo deles, que deixaram o Ipsem na falência, venderam a Celb e ainda nos deixaram um débito de R$ 10 milhões”, disse Veneziano.

5 comentários:

pedrofreirefilho disse...

Manuel Ludgério está com a febre suína...

Anônimo disse...

É uma pena, que vc. Josué Cardoso, pense sempre pequeno...
Patrocinar Valdeno Brito é colocar a Paraiba a nivel nacional como aconteceu recentemente...
O contrario é querer que a Paraíba continue encerrada em si, diminuta e acanhada...
Lamento constatar: quem é pequeno, pensa pequeno...

Arnaldo Miranda Carlos ( é meu nome verdadeiro) disse...

Josué, felizmente eu não lhe conheço, mas voce deve ganhar muito bem para ser o porta-voz do GRANDE Prefeito de Campina Grande e outro tanto para alimentar o sua inveja e ódio pelo Governador Cássio. Você é o tipo de gente que morrerá sem lembranças e sem deixar saudades, isso se os ceus lhe receberem, pois uma coisa feia assim nem o diabo quer. Tenho pena de voce. Mereces sim nossa pena, porque desprezo, tenho certeza que ja tens.

Anônimo disse...

Deixa Cássio em paz Josué,esquece o homem,porque vc não fala o motivo da feira da prata tá demorando tanto pra ficar pronta?ou ´porque o canal de bodocongó esta com as obras paralizadas?porque vc não fala dos buracos nas ruas de campina?porque vc não fala da inércia´que é esse desgoverno maranhão III,que até agora só tem promessas,josué vc falar que a campanha de Rômulo foi rica e a do cabeludo mentiroso pobre isso me dá ansia de vômito quem não se lembra da farra de compra de votos por parte do cabeludo.Meu caro Josué você vai ter que engolir Cassio Rodrigues da Cunha Lima por oito anos no Senado Federal.agora morra de inveja,lembre-se o ministério da saúde adverte inveja faz mal a saúde! DÁ-LHE! CÁSSIO!

gustavopguedes disse...

Lamentavel é ver tanto talento com a escrita desperdiçado em bajulaçao. Embora nao seja jornalista, considero que jornalismo seja feito da visao de mundo, da opiniao de quem escreve. Quem escreve nunca vai ser imparcial em absoluto, entretano o que seus textos nos dizem é bajulaçao concreta.

O senhor nos transmite a impressao de nao deter o minimo dicernimento para avaliar situaçoes e tecer seus comentarios. Opçoes politicas cada cidadao tem a sua, mas o que eu espero de pessoas instruidas e principalmentes de formadores de opinioes é que estes estimulem as pessoas a pensarem de maneira critica e que deixem de ver politico A como perfeito e B como uma descgraça. Nada nem ninguém é composto apenas de virtudes ou de defeitos.

Outro ponto que me impressiona bastante é sua capacidade de enxergar diferenças nos representantes desses dois grupos que se alterna no poder, deixo como sugestoes para suas proximas postagens ou mesmo para enquetes em seu blog o no site A Palavra Online a enumeraçao das diferenças entre esses dois. Uma regra tem que ser respeitada, é preciso que sejam diferenças de açoes e de ideologias e nao de nomes de pessoas fisicas e juridicas beneficiados.