terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Veneziano Governador tira o sono de ‘poderosos’

A forte possibilidade do prefeito Veneziano Vital do Rêgo ser mesmo candidato a Governador em 2010 está abalando as estruturas do grupo político do ainda Governador Cássio. Basta observar atentamente os programas de rádio de Campina Grande. Existe uma forte estrutura de “ouvintes” que cuida muito bem de denegrir a imagem do prefeito diariamente.

Todo dia tem gente inventando alguma coisa: primeiro inventaram um tal cheque que teria sido depositado em conta de campanha (uma grande mentira); teve aquela denúncia contra o Programa Fome Zero, cujo denunciante está respondendo judicialmente; isso sem falar em outras, tipo que Veneziano, pasmem, teria pago R$ 50 mil pelo serviço de coleta de lixo via tração animal (carroça de burro mesmo).

Mais recentemente, disseram que o Cabeludo iria vender o prédio da antiga Lojas Brasileiras para chineses. Veneziano desmentiu o boato em entrevista. Algumas pessoas também disseram em programas radiofônicos que o prefeito iria fechar os Caps – unidades de saúde para pessoas com algum distúrbio mental. Mais uma grande mentira. Os Caps são referência regional.

A real possibilidade de Veneziano ser Governador está também tirando o sono de muitos jornalistas (também pseudos) ligados ao Governador.

E de nada adianta alguns interlocutores acharem que Veneziano estaria “verde” para ser Governador. Em toda a Paraíba, até mesmo nos recantos mais distantes, o nome do prefeito de Campina Grande tem crescido muito. Em algumas cidades, são vistas fotografias do Cabeludo nas portas das residências, como se Veneziano tivesse sido candidato a prefeito em 2008. Algo fantástico

Veneziano não apenas representa o novo, mas integra uma nova leva de políticos que não possui compromisso com fortes grupos empresariais. É responsável por ter inaugurado em Campina uma nova modalidade de administrar e que está incomodando muita gente poderosa.

O cabeludo imprimiu a marca da transparência em seu Governo , que inclusive possui um Portal na Internet (http://www.pmcg.pb.gov.br/transparencia) No site, qualquer pessoa tem informações sobre empenhos, contas públicas, orçamento, transferências constitucionais, licitações, contratos, diárias, Semanário Oficial, etc. São muitas as informações, algo inédito em termos de administração. Poucas cidades brasileiras colocam publicamente esses dados.

E isso, obviamente, incomoda aos que passaram muitos anos omitindo informações. Essas pessoas têm aversão ao nome orçamento participativo. São afeitos aos contratos feitos em gabinetes e que sempre privilegiaram grandes veículos de comunicação. Com concordo com Veneziano: não deve mesmo se render a negociatas ou a leilões, mesmo que isso lhe custe, por enquanto, alguns dissabores na mídia que não lhe engole de jeito nenhum.

Lembrado Cazuza
Cazuza tinha mesmo razão, a nossa sociedade é podre. Não existem amigos na relação homem x trabalho. Nossas mãos são apertadas de acordo com as conveniências de plantão. Somos bons enquanto detentores de cargos e poder. Por isso que admiro cada vez mais as crianças, os animais e as plantas.

Bombardeio
A Rede Paraíba de Comunicação (TV Paraíba, Jornal da Paraíba, etc) recarregou as baterias contra o empresário Roberto Cavalcante, dono do Sistema Correio de Comunicação, no caso 'Crimes contra a Fazenda Pública'. Pelo jeito, antes do julgamento final do caso FAC pelo TSE, a briga entre os dois grupos promete ficar mais acirrada. Um deles vai amargar uma derrota histórica quando fevereiro chegar. Quem viver, verá!

2 comentários:

Emmanuel do Nascimento Sousa disse...

Durante a campanha para re-eleição,publicamente o prefeito-candidato nunca tocou no assunto.Mas seus mais acalorados assessores,inclusive o Coordenador Geral da campanha,o Deputado Vital Filho,o anunciavam,onde quer que chegasse,como “futuro Governador”. Mta pretensão!A disputa em voga era uma re-eleição para prefeito que nem de longe prognosticava uma certeza de vitória e seus “bajulartes” já o erguiam à condição de líder-mor da política estadual. Pois bem! Para os que ainda apostavam que,àquela altura,elegíamos um prefeito para deter mandato para os próximos quatro anos (ou cinco como pretende o Congresso Nacional),podem se contentar em tê-lo,por apenas alguns meses,e saudar “Vida longa ao Rei” ao nosso simpático vice-prefeito,o jornalista José Luiz Jr que,ao alvorecer de 2010 já pode ir preparando sua plataforma de governo e demais ‘staff’ de colaboradores,porque,ao que tudo indica,os destinos administrativos de C.Grande serão conduzidos por ele, já no primeiro semestre.

Anônimo disse...

Duvido muito que esse meu comentário seja aprovado pelo dono desse blog, mesmo assim lá vai:

BABÂO É BABÂO ATÉ DEBAIXO DE CHUVA!