quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Sede de Dinheiro

O homem mesmo está num desespero que Deus nos acuda. Quer uma suplementação para o Estado de nada mais que R$ 100 milhões de dólares. É em dólar mesmo. Disse que é para investir em estradas. E quer mais. A sede é grande. Quer que a Assembléia Legislativa aprove R$ 700 mil para que a PB-Tur financie as viagens de Cléa Cordeiro e de sua trupe.
Pensa que acabou. Ah meu amigo, o rapaz tem sede de dinheiro. O tempo urge e nada melhor do que muita grana e cargos para enfrentar o “dilúvio” que vem por aí.
Também pretende criar 09 cargos para uma tal recente Ouvidoria criada na Polícia Militar, todos com salários de fazer inveja aos ‘aspones’ que existem na estrutura do Governo do Estado em Campina.
É uma coisa absurda que vem acontecendo na Paraíba. Nos meus mais de 20 anos de jornalismo é nunca tinha visto um descalabro como estamos vendo agora.
E antes que alguém pense que esse comentário se restringe a poucos leitores, fiquem sabendo que, por iniciativa minha, tenho mais de 5 mil pessoas cadastradas em vários bairros da cidade que acompanham essa coluna, mas que preferem não emitir opiniões. Apenas acompanhar as notícias e, a pedido meu, não comentam no blog.

Atraso de 20 anos
Segundo o secretário municipal de Planejamento, Érico Miranda (foto), Veneziano assumiu o cargo de prefeito de Campina Grande com um atraso de 20 anos. Justifica que se Veneziano tivesse sido prefeito antes, a cidade seria outra. “Em três anos são obras bem mais estruturantes do que os que governaram a cidade nos últimos 20 anos”.

Vereadores atuantes
Será na própria Câmara Municipal, na área reservada à Divisão de Imprensa, a entrega dos diplomas aos vereadores que conquistaram o voto dos internautas do site A Palavra OnLine, durante enquete feita no ano passado. Foram eleitos, pela ordem: Olímpio Oliveira, Pimentel Filho e Marcos Marinho. A data está sendo acertada pela coordenação do site, mas poderá ser na próxima ou na outra semana.
Ronaldo Vice?
Há quem especule que o ex-deputado Ronaldo Cunha Lima possa ser candidato a vice-prefeito nas eleições de Campina Grande deste ano. Pelo que soube, isso poderá ser possível nas seguintes hipóteses: se antes da convenção partidária para escolha de candidatos ao pleito, Cássio (pai de Ronaldo) renunciar ao Governo da Paraíba, o que parece improvável, ou ser cassado pelo Superior Tribunal Eleitoral, o que poderá acontecer. Mas será mesmo que vão expor mesmo o poeta a esse absurdo, mesmo estando numa cadeira de rodas e com problemas de saúde? Acho que Cássio não faria isso com o pai.

A briga pela vice
Começa a esquentar a boa briga pela conquista de vice do prefeito Veneziano no pleito que se avizinha. O site POLITICA DA PARAIBA fez uma enquete a respeito e veja o resultado
Com 53,2% o PT ficou na preferência dos internautas, o partido tem como prováveis candidatos à vice o vereador Perón Japiassu e os Secretários Alexandre Almeida e Francisco Tico Lira. Na segunda posição ficou o PSC com 23,7% tendo como candidato José Luiz Junior.Na terceira posição ficou o PSB, com 9,8% das intenções, que tem como pré-candidato a vice o Secretário Arlindo Almeida e o deputado Guilherme Almeida, em quarto ficou o PMDB, partido do prefeito Veneziano Vital do Rêgo, com 7,5% da preferência, que caso venha indicar o vice poderá ser um de seus vereadores. Em quinto lugar desponta o PC do B, com 5,8% que já apresentou ao Conselho Político o nome do ex-vereador Ivan Freire.

Um comentário:

pedrofreirefilho disse...

R$ 180 milhões de reais dá pra distribuir muitos convênios pelo Estado como foi feito com o boa nova. O ano é de eleições. Ainda bem que ele não vai chegar lá...