domingo, 27 de janeiro de 2008

Prefeito de Boa Vista é acusado de ser o magnata do Petróleo do Cariri

O atual prefeito de Boa Vista, José Alberto Barbosa (Betinho) - do PSDB (foto), está sendo acusado por seus opositores de ser o Magnata do Petróleo no cariri paraibano. A denúncia foi feita por José Araújo, presidente do PMDB de Boa Vista . Segundo Araújo, por mês, o município de Boa Vista, que tem 477 quilômetros quadrados de extensão e 5.673 habitantes, gasta mais de R$ 30 mil com combustível, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado. A título de comparação, Pocinhos, com 630 quilômetros de extensão e 15.956 habitantes, Serra Branca, 738 quilômetros quadrado de área total e 12.413 habitantes, gastam a mesma quantia mensal com combustível.

Conforme Araújo, o prefeito de Boa Vista mora na cidade de Campina Grande, onde exerce a função de técnico de análise em laboratório médico e tem a sua disposição, um automóvel Pólo da marca Volkswagen, locado por R$ 4700 mensal a Barro Tur. Com combustível, o gestor gasta mais de R$ 2.100,00

De acordo com o levantamento do presidente do PMDB, de janeiro a dezembro de 2007, a prefeitura de Boa Vista desembolsou R$ 280 mil com petróleo. “Há pessoas ligadas ao prefeito que já andam com um talão de ordens assinadas no bolso para abastecer seus carros particulares como se fossem veículos públicos”, denúncia Araújo.

Na documentação analisada, causou estranheza o fato do carro do prefeito Betinho e dois Fiat Uno, que estão a serviço da prefeitura, serem os que mais consomem combustível. O Pólo do gestor, roda aproximadamente 7 mil quilômetros por mês. O que dá uma média de 300 quilômetros por dia. “Hora, se o prefeito viaja pouco para João Pessoa, o que ele faz para rodar essa quilometragem toda?”, indaga Araújo.

Enquanto o automóvel do prefeito consome R$ 2.100 por mês com combustível, as três ambulâncias do município, que busca pacientes na zona rural e leva para Campina Grande, só consome cerca de R$ 3.500 mensais. “Além disso, o trator que faz a limpeza pública gasta menos de R$ 100 por mês. Tem alguma coisa errada aí e nós estamos passando para a população ficar esperta”, alerta Araújo.

Seria um dublê? – Outro fato que causou estranheza ao presidente do PMDB daquela cidade diz respeito a dois empenhos colhidos no sistema Sagres do TCE. O primeiro, de número 4232, com data de 5 de outubro de 2007 e valor de R$ 2.439,11, afirma que o dinheiro é para pagar combustível do veículo Pólo de placa MNR 8055 – PB. Mas verificamos e descobrimos que a placa informada pertence a um FUSCA modelo 1979 e que está em nome de KLEBER RIBEIRO.

Já o segundo empenho, datado de 6 de agosto de 2007, número 3348, no valor de R$ 2.193.45, diz que é para pagar contas de combustível utilizado pelo veículo Pólo, placa MNK – 8055 – PB. Mas uma rápida consulta junto ao Detran mostra que essa placa pertence a uma moto da marca SUNDAWN/WEB100, modelo 2006 e de cor preta, em nome de WAGNER FERREIRA. Das duas uma: ou o funcionário que fez o serviço é muito displicente ou a prefeitura de Boa Vista vai ter que se explicar.

“De uma coisa nós temos certeza: a continuar nessa toada, vai demorar pouco tempo para que o prefeito Betinho se torne o magnata do petróleo e passe a ser sócio da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), um monopólio que controla a produção e o preço do produto no mercado internacional, com atuação em 11 países. Entre eles, Arábia Saudita e a Venezuela de Hugo Chávez”.
REPROVADAS – No último dia 23, despesas sem licitação e o não recolhimento de contribuições previdenciárias ajudaram na reprovação junto ao TCE, por maioria de votos, das contas de 2006 apresentadas por Betinho, conforme proposição do relator Renato Sérgio Santiago Melo.

Um comentário:

pedrofreirefilho disse...

Se ele roda 300 km por dia, que hora ele comparece a prefeitura para atender a população e administrar a cidade... O povo de Boa Vista deve querer saber!